Placa errada dá 12 multas

multas

Dono de três caminhões, o empresário Adriano Nadir, de 58 anos, afirma ter recebido em março 12 multas de trânsito por conta de uma falha na sinalização instalada pela Prefeitura na Marginal do Pinheiros. As autuações foram registradas no intervalo de duas semanas – quase uma por dia.

No começo de abril, os caminhoneiros começaram a se dar conta de que a infração não era um erro deles. Uma placa com informações erradas levava os motoristas direto para a mira de um radar instalado cerca de dois quilômetros adiante.

Para quem segue no sentido Interlagos pela marginal, uma placa fixada na Ponte do Jaguaré indica que os caminhões devem se manter nas duas faixas da direita, a 3 e a 4. No entanto, perto da Ponte Cidade Universitária um radar da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) multa justamente os caminhões que trafegam por ali. Isso porque, nesse trecho, a pista da Marginal do Pinheiros passa a ter sete faixas e o equipamento está programado para não punir apenas os caminhoneiros que seguem nas faixas 6 e 7.

De acordo com o Código Brasileiro de Trânsito (CTB), transitar em faixa proibida é uma infração média e implica multa de R$ 85,13 ao motorista e quatro pontos na carteira de habilitação. A CET não informou quantas multas foram aplicadas, mas disse que vai corrigir a sinalização no local.

Nadir soube do equívoco pela imprensa e decidiu recorrer numa Junta Administrativa de Recursos de Infrações (Jari). As multas de duas semanas de março já somam R$ 1.021 e o valor pode ser ainda maior, já que a notificação leva 15 dias para chegar. “Pode ser que eu tenha tomado outras multas no mesmo lugar e nem esteja sabendo ainda”, disse. O trecho da marginal com a “armadilha” é um caminho certo no trajeto que Nadir realiza diariamente. Ele transporta ração do Jaguaré para Santo Amaro. “Foi uma sacanagem danada”, disse. “Como eu, existem vários outros motoristas recebendo multa desse radar, porque por ali passam milhares de caminhões todos os dias.”

O Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo (Setcesp) já mobilizou o departamento jurídico para tentar resolver o problema com a Prefeitura. O presidente da entidade, Francisco Pelúcio, encaminhou à Secretaria Municipal de Transportes um ofício exigindo que a sinalização no local seja regularizada e que os motoristas multados sejam ressarcidos.

Fonte: Jornal da Tarde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: